O Bolo de Macaxeira de Pernambuco

Simples, atual, saboroso, uma tradição da doçaria pernambucana

Por Eduardo Gazal

 
 
 
As receitas originais ainda são seguidas em Pernambuco. Todos conhecem
 
 
 
Para comprovar a longevidade deste bolo, vamos recorrer a um relógio do tempo que começa em nossos dias e vai até 1939, com a primeira publicação do livro “Açúcar” de Gilberto Freyre.
 
Começamos com uma foto atual (2020) do bolo encontrado facilmente nas padarias do Recife e comparamos com imagens que registrei em 2015, durante evento gastronômico local. Os bolos apresentam muita semelhança, na coloração e textura principalmente.
 
Em relação às receitas, vamos nos concentrar em três publicações nas quais podemos comparar os ingredientes e métodos de preparação.
 
Começamos com uma descrição do bolo que encontramos no livro “Doce Pernambuco” de Raul Lody (2019), passamos à publicação “A Saga do Açúcar” de Fátima Quintas (2010) e, finalizamos com uma das receitas contidas no livro “Açúcar”.
 
 
 
 

 

 

 

Receitas de Bolo de Macaxeira

Raul Lody – “Doce Pernambuco”

Bolo de macaxeira ralada e peneirada, com leite de coco, açúcar, manteiga e sal a gosto.

 

Teca da Costa Pinto – “Receitas tradicionais pernambucanas”

BOLO DE MACAXEIRA

1kg de macaxeira, descascada, lavada e ralada; 1 coco grande ralado; 4 ovos inteiros; 2 colheres de sopa de manteiga; 800g de açúcar refinado; 1 colher de café de sal.
 
Modo de preparar
Rale a macaxeira, rale ou raspe o coco fininho. Misture bastante. Bata os ovos inteiros,misturando sempre. Acrescente o sal. Com o açúcar faça uma calda com 2 xícaras de água. Quando a calda estiver em ponto grosso, sem deixar esfriar, apague o fogo e coloque a manteiga. Assim que a manteiga derreter, ainda com a calda quente, misture com a macaxeira, o coco, os ovos e o sal. Em seguida aos poucos, passe tudo no liquidificador para ficar como uma pasta grossa. Depois asse em fôrma funda, untada de manteiga e polvilhada de farinha de trigo. Forno quente por mais ou menos 1 hora.
 
 
 
Receita antiga e secular

BOLO DE MACAXEIRA

1 xícara de manteiga; 2 xícaras de açúcar refinado; 3 ovos inteiros; 1 coco grande retirado o leite sem água; 1k de macaxeira ralada, espremida e peneirada; 1 colher de café de sal.
 
Modo de preparar
Bata a manteiga com o açúcar até ficar um creme leve. Depois coloque as gemas peneiradas. Bata bastante. Em seguida, acrescente a macaxeira que deve estar pronta, o leite de coco e, por último, as claras batidas em neve. Misture tudo e leve para assar em fôrma untada de manteiga e polvilhada de farinha de trigo. Forno quente por mais ou menos 1 hora. É uma delícia esse bolo do tempo das nossas avós. Hoje dificilmente se faz.
 
* Observação: O livro “A Saga do Açucar”  foi elaborado para comemoração dos setenta anos da primeira publicação de “Açúcar”.
 
 
 
Gilberto Freyre – “Açúcar”

BOLO DE MACAXEIRA

Descascam-se 3 macaxeiras grandes, lavam-se, ralam-se, espremem-se num pano e passa-se a massa numa peneira de arame; depois junta-se o leite de um coco tirado sem água, uma pitada de sal e 1 colher (50 g) de manteiga. Leva-se ao forno quente para assar numa fôrma untada com manteiga.
 
* Observações: Não encontramos a quantidade do ingrediente açúcar, talvez um esquecimento ou falha na reprodução gráfica da receita. Utilizei para pesquisa a edição de 2007 da Global Editora. Uma comparação com edições mais antigas pode ser interessante.
 
* Transcrevemos a receita na forma original que encontramos no livro.
 
 

Saiba mais:

 
– A receita deste bolo pode ser indicada às pessoas com restrições alimentares. No caso dos celíacos, basta untar a fôrma com manteiga, sem a utilização de farinha de trigo. Quando existe a intolerância à lactose podemos recomendar a receita do bolo, o leite de coco aparece como parte líquida da preparação, substituindo os leites de origem animal. Portanto, uma receita atual.
 
– Nas regiões Sudeste e Nordeste do Brasil, o bolo é conhecido e recebe outros nomes e ingredientes. Bolo de Aipim ou Bolo de Mandioca são denominações que esta preparação recebe nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Os ingredientes que podem ser adicionados são: leite condensado, leite de origem animal, queijo ralado, açúcar queimado, melaço de cana, entre outros.
 
 

Serviço:
Eduardo Gazal
(81)  9 99434653
eduardogazal@gmail.com

 
 
 
 
 
 
 
 
 

*